Pular para o conteúdo principal

O BRASIL E O CONCEITO DE BIOCIVILIZAÇÃO DE IGNACY SACHS


 O Brasil está vivendo um bom momento, do ponto de vista econômico, apesar de suas mazelas sociais, nas áreas de Educação, Saúde, Transporte e Segurança Pública, só para citarmos as áreas mais evidentes para a sociedade.
No entanto, esse crescimento econômico pelo qual o país está passando precisa de um novo olhar, a partir de um novo modelo civilizatório, calcado mais em inclusão social, ambientes sustentáveis e economias viáveis.
Infelizmente, esse pensamento não foi o dominante na Conferência Internacional Rio + 20, recentemente. O que prevaleceu entre os participantes líderes mais ricos foi a sua zona de conforto com relação aos seus próprios interesses econômicos...

Fotógrafo: Ubirajara Machado/MDA

Um “jovem” economista e cientista social, da Sorbonne, de 85 anos, polonês de nascimento e naturalizado francês e que sabe tudo sobre o Brasil, há muito tempo, Dr. Ignacy Sachs, defende essa corrente mais holística de pensamento global, traduzida no seu conceito de “biocivilização” ou “civilização da biomassa”, pois, segundo ele, o modelo econômico vigente das sociedades contemporâneas já se esgotou.
Sachs defende um novo modelo civilizatório calcado no trinômio: biomassa + biodiversidade + biotecnologia. 

Para este pensador, agora é a hora e a vez dos países emergentes e tropicais, como o Brasil, que tem tudo para assumir uma posição de liderança nesses campos, pois dispõe, em abundância, de recursos naturais (água, sol e ventos), além de muitos jovens talentos, que vão cada vez mais, utilizar inteligentemente esses recursos naturais, em especial, os do ciclo de carbono, reduzindo assim, as emissões de poluentes na atmosfera.
Porém, tudo isso, está intimamente ligado a um duplo desafio, na visão de Sachs: por um lado, temos de enfrentar a ameaça constante doravante do aquecimento global e mudanças climáticas e, de outro, temos de resolver os nossos problemas das desigualdades sociais.

Sachs também acredita que é preciso uma reformulação das relações internacionais, particularmente, no que diz respeito ao papel da ONU e de seus países membros (BRUNS, 2010, p.47-49).

Enfim, não dá para as pessoas, os empresários e os países do Terceiro Milênio se desvincularem de questões, tais como (O EMPRESÁRIO, 2009, p.48):
-Pacto global,
-Sustentabilidade econômica com transparência,
-Objetivos de Desenvolvimento do Milênio,
-Responsabilidade Social,
-Meio Ambiente e Consumo Consciente,
-Sustentabilidade e Cidadania,
-Interações com a comunidade em todas as suas múltiplas dimensões: econômica, social, política, ambiental, geográfica e cultural.

Ou seja, o sonho do Dr. Sachs, de um novo modelo civilizatório global, precisa ser melhor compreendido e concretizado por todos.

Referências:

BRUNS, R. de.  Ignacy Sachs e a biocivilização.  Revista Sem Fronteiras, Curitiba, n.3, p.47-49, 2010.
O EMPRESÁRIO do terceiro milênio.  Curitiba: Sistema FIEP/SESI/PR, 2009.  48p.
PEREIRA, E. C.  O conceito de “biocivilização” (Sachs).  In: PEREIRA, E. C. (Org.).  Propriedade intelectual e informação para indústria e negócios: abordagem para NIT.  Curitiba: UFPR/Agência de Inovação, 2011.  224p.; p. 57-60.



Profa. Edmeire C. Pereira 
Departamento de Ciência e Gestão da Informação da Universidade Federal do Paraná Curitiba-PR/Brasil

Postagens mais visitadas deste blog

AS 21 BÊNÇÃOS PRODUZIDAS NO JEJUM DE DANIEL

Nova perspectiva inicio hoje. Gratidão pela consciência.  Quarta feira de cinzas. Inicio de tempo de meditação e retiro espiritual. Deserto Interior.

Atualmente existem livros e livros falando de 40 dias de deserto, de meditações... Mas quem me conhece a mais de década sabe que já organizei meditações para 40 dias de jejum e como foi publicado em 1999, tenho como "provar" que não é por modismo que estou iniciando meu deserto 2015 hoje. Estou reeditando a forma e talvez os textos... Quero me colocar em deserto interno e meditar com profundidade e vou fazer isso buscando o que Daniel também buscou a tantos milhares de anos. Sim desta vez farei o jejum de Daniel de 21 dias.
O conceito de um jejum de Daniel vem de Daniel 1:8-14: "Mas, Daniel decidiu não contaminar-se e pediu permissão para não ingerir as comidas reais. Foi atendido.
O que tinha acontecido é que Daniel e seus três amigos haviam sido "deportados" para a Babilônia, quando Nabucodonosor e os babilônios…

Pessoa especial em um dia especial: Maria Julia

Existem “pessoas mágicas” em todos os lugares ao nosso redor. Elas são aquelas com as quais você conhece a felicidade, aquelas te ajudam a voar, brilhar e caminham contigo. São as pessoas com as quais você compartilha a cumplicidade, aquelas que um gesto, ato ou palavra simplesmente mudam seu estado de espirito. Tem um dom especial de transmutar as coisas, essas pessoas magicas pela sua presença alquímica, muitas vezes criam as condições favoráveis para que você possa aliviar  as agruras da sua jornada.
Há pessoas mágicas. Eu juro, já as vejo em varios lugares. Elas estão escondidas em todos os cantos do planeta. Disfarçadas como normais. Ocultando sua maneira especial de ser. Elas tentam se comportar como os outros. Entretanto, às vezes é muito difícil identificá-las. Mas, quando você as descobre, não há como esquecer. ” – Autor desconhecido

Quando li este texto, automaticamente pensei em você Maria Júlia, pessoa especialmente “mágica” que convivo diariamente. 
Você me desafia a evoluir…

Se com as cores do mundo colorir vai desta terra usufruir

Assisti no Animal Planet reportagem sobre o cerrado brasileiro sobre a parceria que existe entre os animais: as formigas cortadeiras, os lobos guarás, tamanduás...

Cada um respeita o ciclo e assim todos vivem bem. Quando o ser humano chegou e arrancou os cupinzeiros os formigueiros para plantar soja alterou essa parceria.
Precisamos repensar a intervenção que estamos fazendo da vida no planeta????
Se pensas que esta Terra lhe pertence? Se crê que só gente é seu semelhante... Vc tem muito que aprender...