Pular para o conteúdo principal

Aprendendo com a Prof. EDMEIRE


A LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO E A GESTÃO DA
 INFORMAÇÃO PÚBLICA


Profa. Edmeire C. Pereira
Departamento de Ciência e Gestão da Informação da Universidade Federal do Paraná – Curitiba/Brasil


A partir do dia 16 de maio de 2012, entrou em vigor no País a Lei N. 12.527, de Nov. 2011; conhecida como Lei de Acesso à Informação. Isso significa que todos os órgãos e entidades da administração pública direta e indireta e as instituições privadas sem fins lucrativos que recebem recursos públicos deverão manter a transparência de seus dados.
Trata-se de uma Lei histórica para o Brasil, na medida em que visa minimizar a assimetria de informações entre o Governo e a Sociedade, além de contribuir para o fortalecimento da Democracia brasileira.
Em termos de princípios infoéticos, esta Lei só poderá trazer impactos (benefícios) positivos à Sociedade, uma vez que prima pela divulgação das ações governamentais a todos os cidadãos brasileiros, independentemente de sua classe social, religião/credo, partido político, cultura etc.
No entanto, a grande dificuldade das instituições, nesse momento, é a de como implementar esta Lei, pois implantada já está...
Daí, a importância da Gestão da Informação Pública nesse País, pelo fato de vir a colaborar com as Políticas Públicas; colocar os cidadãos no centro das iniciativas de governo eletrônico (e-gov) e desenvolver cada vez mais uma infraestrutura de dados abertos à população.
A esse respeito, da infraestrutura de gestão da informação pública, o Governo criou com a ajuda da sociedade civil o Portal Brasileiro de Dados Abertos (www.dados.gov.br), a partir dos esforços do grupo de trabalho da Infraestrutura Nacional de Dados Abertos (Inda) (CUNHA, 2012,p.20).
Este Portal já está no ar e reúne informações dos portais da administração pública. São colaboradores do Governo Federal nesta iniciativa várias instituições como SERPRO, DATAPREV, IPEA, IBGE, MINISTÉRIOS DA JUSTIÇA, TRABALHO E EMPREGO, C&T, EDUCAÇÃO, OPEN GOVERNMENT PARTNERSHIP (OGP) e o ESCRITÓRIO NACIONAL DO W3C (World Wide Web Consortium) (CUNHA, 2012, p.21).
No contexto das instituições públicas, muitas delas, criaram as suas Comissões internas de análise do assunto e de procedimentos. Tal é o caso, inclusive, da UFPR, com os seus trabalhos de Governança de Tecnologias de Informação e Comunicação. Isso foi feito pelas instituições por entenderem que cabe a elas estabelecerem os seus próprios objetivos e metas de desempenho, levando em consideração, os requisitos reguladores legais além dos requisitos organizacionais.
Esses desafios não são muito diferentes dos desafios da Sustentabilidade para as empresas industriais, como por exemplo, nos casos de implantação da Norma ISO 14.001, alusiva às questões da redução dos impactos ambientais e visando-se alcançar um Certificado ISO 14.000.
Para MACHADO (2011, p.55), “a metodologia a ser aplicada é piramidal, com diferentes níveis e metas a serem alcançadas, onde cada etapa complementa a outra e o somatório leva a certificação ambiental”. Dessa maneira, segundo o autor, existem muitas semelhanças das exigências da ISO 14.001 com as Normas para o Sistema de Garantia da Qualidade e com a melhoria contínua pelo Ciclo PDCA.
Enfim, todos esses processos demandam por recursos humanos comprometidos, disponibilidade financeira e tempo. Talvez, esse seja o maior gargalo das instituições públicas hoje, com a implementação da Lei de Acesso à Informação. Não obstante, as vantagens da aplicação desta Lei, aparecerão num futuro próximo, inclusive, para o Desenvolvimento Sustentável. São os nossos votos.

Referências:
BRASIL. LEIS, DECRETOS.  Lei n. 12.527/Nov.2011.   Dispõe sobre o acesso às informações nas instituições públicas.
CUNHA, L.  Sigilo é a exceção. Revista Tema, Serpro, ano 37, n.211, p.20-21, mar./abr. 2012.  
MACHADO, F. S. Os desafios da sustentabilidade.  Revista Agir UFF, ano 2, n.2, p.54-57, Nov. 2011.

Postagens mais visitadas deste blog

AS 21 BÊNÇÃOS PRODUZIDAS NO JEJUM DE DANIEL

Nova perspectiva inicio hoje. Gratidão pela consciência.  Quarta feira de cinzas. Inicio de tempo de meditação e retiro espiritual. Deserto Interior.

Atualmente existem livros e livros falando de 40 dias de deserto, de meditações... Mas quem me conhece a mais de década sabe que já organizei meditações para 40 dias de jejum e como foi publicado em 1999, tenho como "provar" que não é por modismo que estou iniciando meu deserto 2015 hoje. Estou reeditando a forma e talvez os textos... Quero me colocar em deserto interno e meditar com profundidade e vou fazer isso buscando o que Daniel também buscou a tantos milhares de anos. Sim desta vez farei o jejum de Daniel de 21 dias.
O conceito de um jejum de Daniel vem de Daniel 1:8-14: "Mas, Daniel decidiu não contaminar-se e pediu permissão para não ingerir as comidas reais. Foi atendido.
O que tinha acontecido é que Daniel e seus três amigos haviam sido "deportados" para a Babilônia, quando Nabucodonosor e os babilônios…

Pessoa especial em um dia especial: Maria Julia

Existem “pessoas mágicas” em todos os lugares ao nosso redor. Elas são aquelas com as quais você conhece a felicidade, aquelas te ajudam a voar, brilhar e caminham contigo. São as pessoas com as quais você compartilha a cumplicidade, aquelas que um gesto, ato ou palavra simplesmente mudam seu estado de espirito. Tem um dom especial de transmutar as coisas, essas pessoas magicas pela sua presença alquímica, muitas vezes criam as condições favoráveis para que você possa aliviar  as agruras da sua jornada.
Há pessoas mágicas. Eu juro, já as vejo em varios lugares. Elas estão escondidas em todos os cantos do planeta. Disfarçadas como normais. Ocultando sua maneira especial de ser. Elas tentam se comportar como os outros. Entretanto, às vezes é muito difícil identificá-las. Mas, quando você as descobre, não há como esquecer. ” – Autor desconhecido

Quando li este texto, automaticamente pensei em você Maria Júlia, pessoa especialmente “mágica” que convivo diariamente. 
Você me desafia a evoluir…

Se com as cores do mundo colorir vai desta terra usufruir

Assisti no Animal Planet reportagem sobre o cerrado brasileiro sobre a parceria que existe entre os animais: as formigas cortadeiras, os lobos guarás, tamanduás...

Cada um respeita o ciclo e assim todos vivem bem. Quando o ser humano chegou e arrancou os cupinzeiros os formigueiros para plantar soja alterou essa parceria.
Precisamos repensar a intervenção que estamos fazendo da vida no planeta????
Se pensas que esta Terra lhe pertence? Se crê que só gente é seu semelhante... Vc tem muito que aprender...