Pular para o conteúdo principal

PROGRAMANDO AS EMOÇÕES

Saúde
com Maria Ritta Michalski  publicado em 1998 Jornal Correio Lageano

PROGRAMANDO AS EMOÇÕES

Os pensamentos associam-se não só por capacidade lógica ou associativa mas também por estado de espírito. Quem se sente triste imediatamente começa a pensar de forma negativa. E quem pensa de forma negativa sente-se triste. Como não existe uma linha certa que marque o começo deve-se trabalhar os níveis: o mental e o emocional.
Para quebrar esses sentimentos tristes e pensamentos debilitantes, pode-se criar distrações que mudam nosso estado de espírito e nossa mente. Por exemplo: a leitura de um livro interessante, um filme cômico, um esporte, conversas com pessoas positivas, um curso edificante, uma saída. Algo, enfim, que mude por algum tempo os sentimentos e faça lembrar que bem é estar emocionalmente positivo.
Outro eliminador de depressão eficaz é ajudar a outros em necessidade. Como a depressão se nutre de ruminações e preocupações com o ego, ajudar outro nos tira dessas preocupações quando empatizamos com outras pessoas com sofrimentos próprios. Assim vê-se que existem vários métodos para realizar uma mudança no estado de ânimo. Para cada um pode ser diferente o método empregado, o importante é ser capaz de manter a alegria de viver em auto astral.
Fluxo Emocional e Magnetismo Pessoal -
Concentrar o interesse em tarefas diárias também pode contribuir para melhorar o fluxo emocional. Imaginemos um artista plástico diante de uma tela em branco, se ele sente inspiração fará seu trabalho com alegria. Agora se ele começa a pensar nos críticos da arte, o fluxo emocional vai diminuir e sua criatividade pode ficar afetada. Isto sucede com tudo. Quando amamos alguém e demonstramos nosso amor, se pensamos que não seremos correspondidos nosso sentimento experimentará o bloqueio.
O mesmo acontece com nosso magnetismo pessoal, quando estamos com pessoas e deixamos fluir nossas emoções positivas - aceitando os outros e sentindo que também somos aceitos - , as palavras fluem, surgem temas interessantes e conversamos e nos comportamos de maneira cativante. Agora se pensamos que seremos rejeitados ou que somos poucos interessantes, o fluxo da conversa paralisa e ficamos sem ter nada para acrescentar.
Reeducando o Cérebro Emocional
Quando um problema afeta o indivíduo, o cérebro codifica “problema”. Tudo o que se aproximar de “problema” dispara o alarme emocional, o “sentimento” de perigo. Passeios, brincadeiras também codificam, porém o código agora é para alegria, divertimento, descontração.
Um método para reeducar o cérebro emocional é: tomar os problemas os problemas, voltar a trabalhar com eles, porém como uma “brincadeira”. É como quando se dorme e no sonho se vê o problema, porém como uma brincadeira, portanto, é suportável... e quando se acordamos parece que a tarefa ou problemas já não pesa tanto. Seja dormindo, ou propositadamente como técnica reeducativa, quando apresenta-se o problema como brincadeira, o cérebro não dispara o alarme emocional, pelo contrário, procura ver onde está o divertimento da situação e, acha, se vê a solução e, codifica o resultado como positivo. E sabendo que existem “soluções”, na próxima vez, quando se deparar com o problema, em lugar de codificar “perigo”, procurará ver onde está a “solução”... para que a brincadeira de certo.
Técnicas
Técnicas de relaxamento e outras da meditação são um bom exemplo para reeducação do cérebro emocional. Acontece que, uma técnica de relaxamento dirigido leva o indivíduo a um estado natural, como o de dormir, para o encontro de tarefas nesse estado. Trabalhando com a imaginação criadora, as emoções de um passeio imaginário codificam cérebro com a resposta: “lazer”, “bem estar”. Logo sensações de peso transformam-se em leveza como “brincadeira” e, lentamente, o cérebro fica com “boa disposição”. Bem disposto, ao retornar para o trabalho ou estudo, agora cérebro responde rápido e bem com inteligência emocional. 

Postagens mais visitadas deste blog

AS 21 BÊNÇÃOS PRODUZIDAS NO JEJUM DE DANIEL

Nova perspectiva inicio hoje. Gratidão pela consciência.  Quarta feira de cinzas. Inicio de tempo de meditação e retiro espiritual. Deserto Interior.

Atualmente existem livros e livros falando de 40 dias de deserto, de meditações... Mas quem me conhece a mais de década sabe que já organizei meditações para 40 dias de jejum e como foi publicado em 1999, tenho como "provar" que não é por modismo que estou iniciando meu deserto 2015 hoje. Estou reeditando a forma e talvez os textos... Quero me colocar em deserto interno e meditar com profundidade e vou fazer isso buscando o que Daniel também buscou a tantos milhares de anos. Sim desta vez farei o jejum de Daniel de 21 dias.
O conceito de um jejum de Daniel vem de Daniel 1:8-14: "Mas, Daniel decidiu não contaminar-se e pediu permissão para não ingerir as comidas reais. Foi atendido.
O que tinha acontecido é que Daniel e seus três amigos haviam sido "deportados" para a Babilônia, quando Nabucodonosor e os babilônios…

Pessoa especial em um dia especial: Maria Julia

Existem “pessoas mágicas” em todos os lugares ao nosso redor. Elas são aquelas com as quais você conhece a felicidade, aquelas te ajudam a voar, brilhar e caminham contigo. São as pessoas com as quais você compartilha a cumplicidade, aquelas que um gesto, ato ou palavra simplesmente mudam seu estado de espirito. Tem um dom especial de transmutar as coisas, essas pessoas magicas pela sua presença alquímica, muitas vezes criam as condições favoráveis para que você possa aliviar  as agruras da sua jornada.
Há pessoas mágicas. Eu juro, já as vejo em varios lugares. Elas estão escondidas em todos os cantos do planeta. Disfarçadas como normais. Ocultando sua maneira especial de ser. Elas tentam se comportar como os outros. Entretanto, às vezes é muito difícil identificá-las. Mas, quando você as descobre, não há como esquecer. ” – Autor desconhecido

Quando li este texto, automaticamente pensei em você Maria Júlia, pessoa especialmente “mágica” que convivo diariamente. 
Você me desafia a evoluir…

Se com as cores do mundo colorir vai desta terra usufruir

Assisti no Animal Planet reportagem sobre o cerrado brasileiro sobre a parceria que existe entre os animais: as formigas cortadeiras, os lobos guarás, tamanduás...

Cada um respeita o ciclo e assim todos vivem bem. Quando o ser humano chegou e arrancou os cupinzeiros os formigueiros para plantar soja alterou essa parceria.
Precisamos repensar a intervenção que estamos fazendo da vida no planeta????
Se pensas que esta Terra lhe pertence? Se crê que só gente é seu semelhante... Vc tem muito que aprender...