Pular para o conteúdo principal

ENTRANDO EM CRISE

Por definição, uma crise é um acontecimento existencial fora do comum e que desafia os padrões normais de comportamento ou pensamento de uma pessoa.
Uma crise tira o indivíduo de seu equilíbrio normal, desafiando-o para novas soluções criativas, novos comportamentos ou, caso isto não seja possível, um declínio emocional, físico e mental. São exemplos de situações de crise: Morte de um parente ou amigo (a); Separação conjugal ou quebra de relação afetiva; Catástrofes naturais ou geradas pelo homem - inundações, terremotos, guerras, deslizamentos de terra, etc.; Desemprego, miséria, perda de bens materiais; Estupros, violências, ameaças à integridade física da pessoa; Rejeição ou execração pública, escândalos envolvendo o nome da pessoa. Estes são apenas alguns exemplos de situações de crise mais intensas que alguém pode viver.
Entretanto, no nível pessoal, sempre poderá haver pequenas crises quando os padrões de vida normal, crenças ou valores fundamentais de um indivíduo forem quebrados. Um exemplo de uma destas situações menores é quando alguém tímido é desafiado a falar em público - imediatamente seu corpo lhe envia sinais de estresse, indicando que já não se senta mais seguro, que está para entrar em “território desconhecido”. Aliás, o não conhecido, o não repertoriado, não dominado, constitui para muitos uma situação de crise, onde eles irão ser desafiados a mudar seus pensamentos e padrões comportamentais usuais. 
Os resultantes das crises podem ser duas naturezas: Aprendizado e superação das dificuldades geradas pelo evento. Neste caso, o indivíduo cresce, evolui e alcança um nível superior de integração e tranqüilidade. É o chamado estresse positivo ou bom, pois permitiu um amadurecimento da criatura. Declínio, decadência, degradação e doenças ( físicas, mentais, emocionais, etc.) É quando o indivíduo em crise) não soube ou pôde ultrapassar o evento gerador do desequilíbrio. Isto acontece porque a pessoa não tem recursos para enfrentar a situação ou porque aquela é de nível catastrófico. Muitas das chamadas doenças psicossomática - úlcera, hipertensão, diabetes, infarto, asma, colites, enxaquecas, etc., começam ou se mantém em períodos de crise. Assim, no tratamento de tais doenças muitas vezes torna-se necessário levar em consideração o estado emocional e existencial do paciente para promover uma terapêutica mais completa. 
Outra dedução geral tirada das vivências com pessoas em crise é que a mesma sempre depende de um nível pessoal de interpretação da vítima. Todo e qualquer evento só repercussões pessoais após ter sido interpretado, analisando ou julgando pelo indivíduo. Mesmo os eventos mais terríveis são vivenciados de maneira diferente por cidadão distintos, justamente pela percepção diversa que os mesmos irão viver. Portanto, se formos assistir alguém em crise, quais seriam as recomendações iniciais que poderiam ser feitas?Prestar os cuidados físicos que ela precise, por exemplo, assistência médica; Colocar-se numa posição de disponibilidade, de escuta afetiva e de apoio da vítima; Permitir a catarse, reação ou expressão emocional da pessoa. Por exemplo, se ela precisa chorar, esbravejar ou reclamar; Ajudar a aumentar o nível de recursos pessoais que o indivíduo tem para lidar com a situação. 
A ampliação da consciência, compreensão e resolução, a questão do sentido e da aceitação do fato são aqui de importância primordial; Após os efeitos iniciais do choque terem sido superados, é importante que seja mantido o sistema de apoio e o aprendizado de recursos. Com o decorrer do tempo, se o indivíduo souber aproveitar a situação, sua vida poderá ser reconstruída em novas bases. A pessoa então poderá tornar-se mais experiente, mais vivida, mais bem estruturada. Tendo perdido algo que a situação de emergência tirou-lhe, ganhou talvez outra coisa mais preciosa, que é uma compreensão e experiência existencial só sua. 
Se considerarmos a vida como uma grande escola de aprendizado, onde somos os alunos, cada acontecimento poderá ser encarado como uma experiência positiva para proporcionar-nos mais crescimento e maturidade. 
              O objetivo final é o de superarmos todos estes eventos e nos tornarmos mais sábios e melhores.

Postagens mais visitadas deste blog

AS 21 BÊNÇÃOS PRODUZIDAS NO JEJUM DE DANIEL

Nova perspectiva inicio hoje. Gratidão pela consciência.  Quarta feira de cinzas. Inicio de tempo de meditação e retiro espiritual. Deserto Interior.

Atualmente existem livros e livros falando de 40 dias de deserto, de meditações... Mas quem me conhece a mais de década sabe que já organizei meditações para 40 dias de jejum e como foi publicado em 1999, tenho como "provar" que não é por modismo que estou iniciando meu deserto 2015 hoje. Estou reeditando a forma e talvez os textos... Quero me colocar em deserto interno e meditar com profundidade e vou fazer isso buscando o que Daniel também buscou a tantos milhares de anos. Sim desta vez farei o jejum de Daniel de 21 dias.
O conceito de um jejum de Daniel vem de Daniel 1:8-14: "Mas, Daniel decidiu não contaminar-se e pediu permissão para não ingerir as comidas reais. Foi atendido.
O que tinha acontecido é que Daniel e seus três amigos haviam sido "deportados" para a Babilônia, quando Nabucodonosor e os babilônios…

Pessoa especial em um dia especial: Maria Julia

Existem “pessoas mágicas” em todos os lugares ao nosso redor. Elas são aquelas com as quais você conhece a felicidade, aquelas te ajudam a voar, brilhar e caminham contigo. São as pessoas com as quais você compartilha a cumplicidade, aquelas que um gesto, ato ou palavra simplesmente mudam seu estado de espirito. Tem um dom especial de transmutar as coisas, essas pessoas magicas pela sua presença alquímica, muitas vezes criam as condições favoráveis para que você possa aliviar  as agruras da sua jornada.
Há pessoas mágicas. Eu juro, já as vejo em varios lugares. Elas estão escondidas em todos os cantos do planeta. Disfarçadas como normais. Ocultando sua maneira especial de ser. Elas tentam se comportar como os outros. Entretanto, às vezes é muito difícil identificá-las. Mas, quando você as descobre, não há como esquecer. ” – Autor desconhecido

Quando li este texto, automaticamente pensei em você Maria Júlia, pessoa especialmente “mágica” que convivo diariamente. 
Você me desafia a evoluir…

Se com as cores do mundo colorir vai desta terra usufruir

Assisti no Animal Planet reportagem sobre o cerrado brasileiro sobre a parceria que existe entre os animais: as formigas cortadeiras, os lobos guarás, tamanduás...

Cada um respeita o ciclo e assim todos vivem bem. Quando o ser humano chegou e arrancou os cupinzeiros os formigueiros para plantar soja alterou essa parceria.
Precisamos repensar a intervenção que estamos fazendo da vida no planeta????
Se pensas que esta Terra lhe pertence? Se crê que só gente é seu semelhante... Vc tem muito que aprender...